Transtorno Afetivo e Ansiedade

Transtorno Afetivo e Ansiedade Falar sobre os nossos sentimentos é algo bastante complicado, afinal nem todas as pessoas se sentem à vontade para falar sobre isso.

E quando o assunto é afetividade isso pode ficar ainda mais complicado.

Tudo aquilo que acontece em nossa vida é sentido de maneira diferente e pessoal para cada indivíduo, assim algumas pessoas podem viver os mesmos fatos e acontecimentos, porém vão reagir de forma diferenciada.

Transtorno Afetivo

Isso é normal, pois cada um de nós tem reações diferentes.

Pessoas que sofrem de quadros de ansiedade comumente são julgadas por aquelas que nunca passaram pelo problema, seja por falta de conhecimento sobre o assunto ou simplesmente pelo ato de julgar.

Então a falta de compreensão acaba agravando o problema de transtorno afetivo, daí ressaltamos a importância do tratamento psicológico para quem sofre com o problema e para as pessoas próximas também, pois assim elas irão entender o processo e ajudar no tratamento.

A ansiedade atinge comumente também o campo afetivo, os relacionamentos de um modo geral acabam sendo abalados pelas crises de ansiedade.

A pessoa tende a se fechar, ficar mais retraída, evitar conversas e fugir de ambientes em que possa encontrar outras pessoas conhecidas que lhe farão perguntas por exemplo.

Insegurança e baixa autoestima também estão entre os sintomas comuns das pessoas ansiosas.

A pessoa passa a ter uma representação negativa de si mesmo, pode até chegar a achar que a vida não vale a pena, nesses casos de afeto alterado é que a depressão pode se manifestar, agravando o quadro da ansiedade.

As alterações da mente fazem com que a pessoa sinta-se para baixo, pense negativamente, sinta medo constante, solidão, etc.

Esses sentimos ao longo do tempo ou quando não são tratados, gera transtorno afetivo, pois a pessoa passa a conviver com a situação e acha que isso é um comportamento normal, quando na realidade não é.

Devemos considerar sentimos que não são normais quando eles forem determinados por causas intimas, imaginárias ou que não correspondam a realidade concreta e objetiva.

As causas subjetivas são provenientes de dentro da pessoa, da sua intimidade emocional e na maioria das vezes surgem inexplicavelmente.

Entender melhor esses conflitos íntimos é uma maneira de também entender os sentimentos decorrentes de causas subjetivas, como a ansiedade, a depressão e síndrome do pânico e transtorno afetivo.

Por isso a necessidade do tratamento psicológico, assim a pessoa com acompanhamento terá possibilidades de falar sobre o que lhe aflige e descobrir junto com o profissional a melhor maneira de superar a ansiedade e problemas que ela traz.

Cuidar da saúde emocional ainda pode ser considerado um tabu na sociedade atual, mesmo com companhas de esclarecimento sobre os problemas da mente e tantos profissionais qualificados no mercado, muitas pessoas ainda tendem a não querer enxergar que os problemas causados pela mente, que podem ser graves e até atrapalhar a qualidade de vida de uma pessoa.

Apoio a essas pessoas é muito importante, mas é preciso também ajudar a divulgar que existe tratamento e cura para as pessoas que sofrem de ansiedade, que não se trata de frescura ou coisas do tipo.

Se você sofre de ansiedade não tenha medo, busque ajuda e tenha uma vida melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *